Sobre a primeira temporada da série #jessicajones

Boa tarde!

Ultimamente tenho escrito muito na categoria “Artes”. Acho que é fase. Tem momentos que estamos mais inclinados para algumas coisas e não tanto para outras. Quem tiver alguma sugestão de assunto para qualquer uma de nossas categorias é só deixar um comentário.

Como vocês bem sabem, eu só faço meus comentários depois que assisto (no caso de série), ouço (no caso de música), faço receita (no caso de culinária), para poder passar minha percepção pessoal para vocês, mesmo que seja algo que já esteja bombando de opiniões na internet.

Antes de prosseguir a leitura, aviso que pode ter algum spoiler! Se for o caso, assista e depois leia 🙂 sugestão.

p12123982_b_v7_ab

Terminei de assistir a primeira temporada da nova série pipoca do netflix, Jessica Jones. Só posso dizer que AMEI, ADOREI, ACHEI SENSACIONAL! HAHAHA. Tinha comentado na fanpage de “Letras, Artes e Panelas” que eu achava que iria detestar por ser  da Marvel. Não gosto muito dos super heróis fantasiados que voam e que tem poderes inimagináveis. Eu prefiro heróis de carne e osso, mais aproximados de nós. E creio que a Jessica Jones é isso. Uma mulher de fibra, forte, com alguns super poderes, é verdade, mas que sangra, é humana.

Jessica é uma investigadora pessoal que tem um passado que a assombra e que tenta esquecer, por meio de bebida e de isolamento. Seu sucesso na profissão tem muito a ver com as potencialidades que ela não se preocupa muito em esconder, que basicamente é ser muito, muito, muito forte e dar saltos razoáveis. Como os EUA estão acostumados aos Vingadores, por exemplo, essas características passam meio despercebidas e ela consegue levar uma vida relativamente normal. Entretanto, o caso de desaparecimento de uma menina, Hope Shlottman, a faz ficar frente a frente com um homem que lhe causou muitos traumas. É o vilão da série, Kevin, mais conhecido como Kilgrave, que tem o incrível poder de controlar a mente das pessoas.

Temos três personagens secundários muito bons: sua melhor amiga e irmã de consideração Trish Walker, o “par romântico” de Jessica, que também carrega alguns poderes, Luke Cage; e o policial Simpson, que ganha dimensão e espaço no decorrer dos episódios.

Outros personagens como Malcoml, o vizinho de Jessica e a advogada Jeri Horgarth também tem muita importância para a série, mas não irei me delongar muito por que o objetivo não é entregar todo o ouro para vocês, mas sim deixa-los curiosos para assistir. rs

Destaque para o vilão, que além de ter um excelente ator interpretando, também tem um poder que vamos combinar, é a meu ver MUITO MAIS interessante do que os dos outros vilões que vemos por ai. É um poder que se cai nas mãos de 99% das pessoas dessa humanidade escrota, ferrou. Inevitavelmente vai ser usado para o mal. Imagina, você ter todas as suas vontades atendidas com uma simples ordem pronunciada por você? Pois é. Chegou um momento que eu me perguntei se não seria necessário TODOS os Vingadores para acabarem com esse sujeito. RS

Acho que o diferencial de Jessica Jones é a forma como a série é apresentada, que pode agradar inclusive pessoas do público que não curtem tanto os super heróis como eu. Foi uma grande sacada. Além de Jessica ser absolutamente encantadora mesmo sendo chata, difícil, teimosa, voluntariosa e orgulhosa (minha percepção). É praticamente impossível não se envolver e não torcer por ela. Debaixo daquela pose de durona tem uma pessoa com um grande coração.

Outra coisa que me agradou foram os dramas pessoais desenvolvidos em paralelo à história principal. Muito bem montados, enredados e complexos. E como eu adoro um drama, já viram né? rs. Além disso os personagens secundários tem também suas histórias particulares. É uma série bem rica.

Gostaria de acrescentar a opinião de uma amiga minha (como não pedi permissão para divulgar o nome, vou deixar como amiga mesmo), que Jessica não corresponde ao esteriótipo sexualizado das demais heroínas, como Mulher Maravilha, Mulher Gato e Viúva Negra, o que eu super concordo e que dá mais veracidade para a história.

Após uma rápida pesquisa no google… rs

ELENCO PRINCIPAL: 

Jessica Jones – Krysten Ritter.

Kilgrave: David Tennant.

Luke Cage: Mike Colter.

Jeri Hogarth: Carrie-Ane Moss

Malcoml: Eka Darville

Will Simpson: Wil Traval

Série criada por: Melissa Roserberg.

Agora é esperar ANSIOSAMENTE pela segunda temporada e que ela corresponda com as expectativas que a primeira temporada deixou.

E aí? Vocês gostaram? Querem deixar alguma opinião, comentário ou impressão? Me escreve aí 😉

 

 

Anúncios

Publicado por

brunabonfeld

Sou leitora, estudante de História, mãe, esposa, filha, amiga, admiradora de Psicologia, amante de artes no geral e de comida. A ordem de importância não está em ordem :)

3 comentários em “Sobre a primeira temporada da série #jessicajones”

  1. A série é sensacional, não foca em ser uma série de heróis, e sim um drama, como você mesmo falou. E ficou muito boa.

    Virou uma das minhas favoritas. Netflix e Marvel estão de parabéns mais uma vez!

    Quero fazer umas observações*:

    1 – “Não gosto muito dos super heróis fantasiados que voam e que tem poderes inimagináveis.” Você gosta de Harry Potter! hahaha ele é um bruxo, usa um uniforme (escolar), salva as pessoas e voa com uma vassoura! HAHAHA

    2 – Poxa…ela voa! rsrs Ela só ainda não descobriu isso rsrs

    3 – Os quadrinhos mudam muito, tem muitas versões. Realmente há essa versão mais parecida com a série, em que ela não usa uniforme e é detetive. Porém também existe uma versão que ela é estereotipada (só que menos sexualizada que outras personagens), com uniforme (que aparece em um episódio) e voando por ai, de cabelo roxo. E concordo plenamente, que bom que a série não foi por esse caminho, dando mais veracidade ao drama.

    *Só para implicar! rsrs

    Estou adorando que você e Barbara estão gostando dessa série! =]

    Bjo

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Pedro! Obrigada por comentar.
      Respondendo as suas observações..

      01 – Harry Potter é muito mais que vestir um uniforme e voar em uma vassoura. E o Harry não tem os tipos de poderes inimagináveis que o Thor, por exemplo. Muito pelo contrário. Ele é salvo diversas vezes por seus amigos e por situações de sorte. Ele é um bruxo diferenciado, mas sem Hermione Granger e Rony Weasley entre outros, ele não chegaria a lugar algum. Fora que Harry Potter é muito mais bem elaborado em questão de história.
      02 – Ela voa? Tudo bem! Mas estou falando da primeira temporada e na primeira temporada ela ainda não voa 🙂 e se começar a voar tudo bem, ela já me conquistou, não há mais volta! rs
      03 – Se a série fosse pelo caminho alternativo que você indicou, talvez eu realmente não tivesse gostado.

      Que bom que estamos todos adorando! Vamos continuar conversando! Um beijo.

      PS: Dê uma chance ao Harry! hahaha

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s