Franguinho colorido – As crianças vão amar! #nacozinha

Boa noite povo bonito!

Fazia um tempo que eu não aparecia por aqui com a categoria “Panelas” e isso é muito mais por falta de tempo do que de vontade.

Essa semana eu estava pensando em uma comidinha rápida e prática para o meu Francisco, de 01 ano e 09 meses, justamente por que sou uma estudante/mãe/esposa/pessoa (entre outros) que precisa otimizar o tempo.

Abri a geladeira e vi que tinha:

01 – frango de padaria já desfiado pela minha amada vovó (valeu bisa!).

02 – 01 batata.

03 – 01 cenoura.

04 – 01 pimentão verde pequeno.

05 – folhinhas de hortelã.

06 – 01 cebola.

07 – 01 tomate

Perguntei para a vovó Cleydinha, ou bisa Cleydinha, o que ela sugeria fazer com esses ingredientes. A resposta foi simples e prática como eu precisava: “Simples, faz esse frango com esses legumes”. Tipo, dãããã. Rs. Esse prato eu denominei de “Frango colorido”.

Quanto mais colorido for o prato da criança, mais rico nutritivamente falando ele será. Só nessa receita que irei passar para vocês temos as cores: do frango (Não sei que cor, que tal bege? De qualquer forma é proteína), o amarelo da batata, o laranja da cenoura (que já aprendi ser o famoso betacaroteno, super importante para a visão por exemplo), o vermelho do tomate, o pimentão e as hortelãs verdes, que entraram muito mais como tempero, mas que conta para o resultado de cores final.

Segue foto:

ac635643-4d34-4376-b4f7-90fb061cc1bc

Modo de preparo:

01 – Refogue em uma panela os seguintes ingredientes picados: cebola, pimentão, tomate e hortelã, preferencialmente com óleo de girassol. Se não tiver use qualquer outro óleo. O importante é a comidinha caseira feita com amor para o seu filho(a).

02 – Acrescente a cenoura e a batata descascadas e picadas (mas você pode usar os legumes de sua preferência).

03 – Acrescente o frango desfiado e misture bem todos os componentes na panela.

04 – Acrescente um pouco de água e sal e espere que a mistura seque em fogo baixo (se quiser deixar um caldinho, ficar atenta para a água não secar toda).

E PRONTO! Em uma média de 15 a 20 minutos. Prático, rápido e fácil. E seu filho nutritivamente bem alimentado.

Na última foto, com o pratinho dele já pronto, eu acrescentei um macarrãozinho que já tinha sido feito a parte.

Gostaria de ressaltar que se você não tiver todos os ingredientes em casa, pode-se fazer de qualquer jeito. Improvisação e criatividade na cozinha é fundamental. No caso desse prato eu simplesmente abri a geladeira e vi o que tinha dentro para fazer uma comidinha boa para o meu filho. O importante desse prato é a ideia do que se pode fazer em momentos que você não tem muitas opções.

Um beijo para todos! E os comentários são muito bem vindos 😉 quem quiser inclusive me indicar um prato diferente, não deixe de me escrever!

Anúncios

Sobre a primeira temporada da série #jessicajones

Boa tarde!

Ultimamente tenho escrito muito na categoria “Artes”. Acho que é fase. Tem momentos que estamos mais inclinados para algumas coisas e não tanto para outras. Quem tiver alguma sugestão de assunto para qualquer uma de nossas categorias é só deixar um comentário.

Como vocês bem sabem, eu só faço meus comentários depois que assisto (no caso de série), ouço (no caso de música), faço receita (no caso de culinária), para poder passar minha percepção pessoal para vocês, mesmo que seja algo que já esteja bombando de opiniões na internet.

Antes de prosseguir a leitura, aviso que pode ter algum spoiler! Se for o caso, assista e depois leia 🙂 sugestão.

p12123982_b_v7_ab

Terminei de assistir a primeira temporada da nova série pipoca do netflix, Jessica Jones. Só posso dizer que AMEI, ADOREI, ACHEI SENSACIONAL! HAHAHA. Tinha comentado na fanpage de “Letras, Artes e Panelas” que eu achava que iria detestar por ser  da Marvel. Não gosto muito dos super heróis fantasiados que voam e que tem poderes inimagináveis. Eu prefiro heróis de carne e osso, mais aproximados de nós. E creio que a Jessica Jones é isso. Uma mulher de fibra, forte, com alguns super poderes, é verdade, mas que sangra, é humana.

Jessica é uma investigadora pessoal que tem um passado que a assombra e que tenta esquecer, por meio de bebida e de isolamento. Seu sucesso na profissão tem muito a ver com as potencialidades que ela não se preocupa muito em esconder, que basicamente é ser muito, muito, muito forte e dar saltos razoáveis. Como os EUA estão acostumados aos Vingadores, por exemplo, essas características passam meio despercebidas e ela consegue levar uma vida relativamente normal. Entretanto, o caso de desaparecimento de uma menina, Hope Shlottman, a faz ficar frente a frente com um homem que lhe causou muitos traumas. É o vilão da série, Kevin, mais conhecido como Kilgrave, que tem o incrível poder de controlar a mente das pessoas.

Temos três personagens secundários muito bons: sua melhor amiga e irmã de consideração Trish Walker, o “par romântico” de Jessica, que também carrega alguns poderes, Luke Cage; e o policial Simpson, que ganha dimensão e espaço no decorrer dos episódios.

Outros personagens como Malcoml, o vizinho de Jessica e a advogada Jeri Horgarth também tem muita importância para a série, mas não irei me delongar muito por que o objetivo não é entregar todo o ouro para vocês, mas sim deixa-los curiosos para assistir. rs

Destaque para o vilão, que além de ter um excelente ator interpretando, também tem um poder que vamos combinar, é a meu ver MUITO MAIS interessante do que os dos outros vilões que vemos por ai. É um poder que se cai nas mãos de 99% das pessoas dessa humanidade escrota, ferrou. Inevitavelmente vai ser usado para o mal. Imagina, você ter todas as suas vontades atendidas com uma simples ordem pronunciada por você? Pois é. Chegou um momento que eu me perguntei se não seria necessário TODOS os Vingadores para acabarem com esse sujeito. RS

Acho que o diferencial de Jessica Jones é a forma como a série é apresentada, que pode agradar inclusive pessoas do público que não curtem tanto os super heróis como eu. Foi uma grande sacada. Além de Jessica ser absolutamente encantadora mesmo sendo chata, difícil, teimosa, voluntariosa e orgulhosa (minha percepção). É praticamente impossível não se envolver e não torcer por ela. Debaixo daquela pose de durona tem uma pessoa com um grande coração.

Outra coisa que me agradou foram os dramas pessoais desenvolvidos em paralelo à história principal. Muito bem montados, enredados e complexos. E como eu adoro um drama, já viram né? rs. Além disso os personagens secundários tem também suas histórias particulares. É uma série bem rica.

Gostaria de acrescentar a opinião de uma amiga minha (como não pedi permissão para divulgar o nome, vou deixar como amiga mesmo), que Jessica não corresponde ao esteriótipo sexualizado das demais heroínas, como Mulher Maravilha, Mulher Gato e Viúva Negra, o que eu super concordo e que dá mais veracidade para a história.

Após uma rápida pesquisa no google… rs

ELENCO PRINCIPAL: 

Jessica Jones – Krysten Ritter.

Kilgrave: David Tennant.

Luke Cage: Mike Colter.

Jeri Hogarth: Carrie-Ane Moss

Malcoml: Eka Darville

Will Simpson: Wil Traval

Série criada por: Melissa Roserberg.

Agora é esperar ANSIOSAMENTE pela segunda temporada e que ela corresponda com as expectativas que a primeira temporada deixou.

E aí? Vocês gostaram? Querem deixar alguma opinião, comentário ou impressão? Me escreve aí 😉